Quando colocar nossos filhos na escola?

Quando nasce uma criança, nasce uma mãe, um pai e muitas dúvidas... Uma delas é “quando devo colocar meu filho na escola?” e a resposta não é simples, pois, deixá-lo sob os cuidados de alguém que você, muitas vezes, acaba de conhecer gera grande angústia. A escolha da escola deve ser feita com tempo, para conhecer os espaços, as pessoas e a proposta pedagógica. Sim, seu filho é pequeno, mas a proposta pedagógica faz toda diferença no desenvolvimento emocional, físico e intelectual da criança.Vivemos em uma geração em que as famílias, muitas vezes, são compostas por mais adultos que crianças. Antigamente as famílias eram constituídas de poucos idosos, alguns adultos e muitas crianças; a expectativa de vida aumentou e proporcionalmente existem mais adultos, além das famílias terem encolhido de tamanho. Para complementar o quadro, poucas crianças ainda têm a oportunidade de brincar na rua, com vizinhos e amigos. A violência ganhou espaço nas cidades e fez com que os pequenos fossem incentivados a não confiar no outro e, consequentemente, obrigados a ficar em casa com novos amigos – televisão, games, internet e, apenas quando possível, com os pais e amigos.



Ir à escola é a primeira “aventura” fora dos olhos e cuidados da família, por isso, um momento delicado, que exige atenção e preparo por parte da escola, para acolher e planejar o período de adaptação. Um ponto chave quando se trata de educação de crianças pequenas, é a socialização. A escola é o lugar onde a criança não só irá disputar a atenção dos educadores, mas também onde vai querer, ao mesmo tempo em que seu colega, um brinquedo; e este não estará disposto a abrir mão dele com facilidade. O convívio com outras crianças vai trazer algumas dificuldades que até então ela desconhecia. Por outro lado, ela vai poder, desde cedo, formular hipóteses e desenvolver formas de contornar cada uma delas. Pequenas mostras “de forma colorida” que a criança enfrenta no seu dia a dia na Educação Infantil, mas que quando adulta irá se posicionar frente à vida.


No entanto, a escola como uma instituição profissional, não tem sua preocupação somente voltada à socialização, higiene e afeto. A preocupação com o Projeto Político Pedagógico permite pensarmos na criança como um todo, capaz de se expressar em mais de 100 linguagens, de produzir cultura e desenvolver-se no tempo oportuno da plasticidade neural. Explico: nosso cérebro é formado através de um processo contínuo, que se inicia antes do nascimento. Estudos mostram que a capacidade de formação de novas conexões neurais (sinapses) é muito maior nos primeiros anos de vida que em todos os demais. As influências interativas, os estímulos e as experiências moldam o cérebro em desenvolvimento. Desta forma, os alicerces para um desenvolvimento rico se dá com maior força de 0 a 6 anos de idade, período no qual alguns princípios da neurociência indicam que oferecer condições favoráveis para o desenvolvimento é infinitamente mais eficaz do que em qualquer outro período da vida. Pode-se dizer com segurança que, horas de educação de qualidade na primeira infância equivalem a semanas, ou até mesmo meses, de investimento em ensino fundamental, médio ou superior.


O que se vive na primeira infância faz diferença por toda a vida. Relacionamentos afetivos, estáveis e ricos em experiências de aprendizagens, promovem benefícios permanentes para a própria aprendizagem, para o comportamento, para a saúde física e intelectual. Qual é a idade certa para colocar seu filho na escola? Agora!

27 visualizações

Av. Getúlio Vargas, 1845 - Ao lado da Praça da Luz

Jardim Celani - Salto/SP CEP 13326-000

diretoria@escolaprima.com Tel. (11) 4028-3888

Whatsapp - +55 11 97806-9876

© 2020 por equipe prima.

Orgulhosamente criado com e pelas crianças